61 3429 2900   |   cettro@cettro.com.br
 
 

02/04/2018
Carla Furtado Comunicação

Abril Lilás

 
Abril é mês de conscientização sobre o câncer de testículo, cuja campanha é simbolizada pelo laço lilás. Esse tumor corresponde a 5% dos casos de câncer em homens e costuma se concentrar entre os mais jovens, na faixa dos 15 aos 35 anos. Se os testículos não desceram para a bolsa escrotal na infância, ou se houve ocorrência de hérnia inguinal, os riscos para a doença crescem de 5% a 20%.  

Assim como o autoexame da mama, existe o autoexame de testículos, fundamental para a detecção de nódulos e tumores em estágio inicial. Especialistas recomendam que todos os meses, após um banho quente - que relaxa a bolsa escrotal e facilita a observação de anomalias - o homem posicione-se de pé em frente ao espelho e verifique se houve aumento, redução ou enrijecimento dos testículos. Além disso, é necessário checar se há sensação de peso, dor ou desconforto na bolsa escrotal.    

"O ideal, além do auto-exame, é que os homens se consultem periodicamente com um urologista", defende Dr. Murilo Buso, oncologista do Centro de Câncer de Brasília (Cettro). "O especialista terá condição de detectar anormalidades e encaminhar o paciente a um oncologista se necessário. É importante saber que o câncer de testículo é agressivo, mas tem elevados índices de cura quando diagnosticado precocemente", comenta.
 

Quando a doença é diagnosticada, ocorre a retirada do testículo, o que não afeta a função sexual ou reprodutiva do paciente - caso o outro testículo esteja saudável. O tratamento posterior à cirurgia pode incluir quimioterapia, radioterapia ou apenas controle clínico - de acordo com cada caso.

Em Dia

Sem Quimio

Câncer de mama pode ser tratado sem quimio. Leia mais

Feed de Notícias

 

Certificação

   61 3429 2900

   Envie um E-mail

   Marque sua Consulta

 

Powered by Carla Furtado Comunicação
Copyright © 2015